26 novembro, 2008

Suplício

Suplício é manter-se alegre, feliz, satisfeito, quando a alma
em sua essência não canta a liberdade de existir.
Quando se faz o que não se quer fazer,
obrigado por circunstâncias.

Suplício é o tempo de espera de um resultado qualquer,
como por exemplo: a sentença de liberdade que nunca vem.

Suplício é martírio e martírio é ser mártir, vítima, refém,
em uma situação de tortura.

Suplício é não poder viver e cumprir o plano Divino
Para o qual se foi criado.

Resumindo: É ter canto e emitir lamentos,
Asas e não poder voar.
Ver a natureza verdejante e não usufruir.

Definindo: Suplício é passarinho preso em gaiola
sofrendo punição por ser belo, livre e feliz, para satisfazer o egoísmo, a vaidade e a ignorância do homem.

>>>Maria Lúcia Bastos<<<

Um comentário:

raquelita disse...

É verdade, lindinha... Não tenho mais passarinho preso em gaiola, porque um consegui me colocar no lugar dele, no entanto, espero um dia poder bater minhas asas á liberdade verdadeira.
Grande beijo.
Raquel