24 outubro, 2008

Reflexões

Neste cais invisível,
Que se interpõe
Entre meu olhar e o seu,
Aportei meu barco de ilusões,
Convicta de que vou pisar
Na terra firme da tua alma.

*** *** *** *** *** *** **** ***** ***** ***** ***

Sei quando você pensa muito em mim...
É quando olho para os teus olhos, e vejo
minha imagem neles refletida,
como foto em alta resolução.

*** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** ***

Quando você me olha bem dentro dos olhos,
teu olhar me invade como ondas gigantes e
eu mergulho em teu ser; de corpo e alma
anestesiando meus sentidos. Fico sem reação,
completamente extática. Ainda consigo raciocinar
debilmente e murmuro:
__Meu Deus! Que Tsunami.

*** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** ***

Há um porto seguro na tua alma.
Vejo isto nos teus olhos mas,
você não me deixa desembarcar
no teu olhar.
__Por quê? Pergunto.
Acaso tens medo de amar?

*** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** ***

Olha-me com seu olhar abusado, despe-me,
usa-me, e abusa- me. Fecho meus olhos pra me
defender. Mas é tarde. Você já me invadiu.
O problema consiste em como
Expulsar-te de mim.

*** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** *** ***

>>>Maria Lúcia Bastos<<<






Um comentário:

Vera waite disse...

Você está de parabéns...amei todos os poemas e versos.
Só uma pessoa sensivel pode escrever tão lindas palavras.
Que Jesus possa sempre tocar em seu coração para tão lindos poemas.

Esse tocou no fundo da alma.

Bjs!!!